sexta-feira, 9 de julho de 2010

por que diabos há versos ainda?

Havia um encantado que dormia no chão defronte ao motel
Outro, ao lado do primeiro, simulava a própria morte sem sequer respirar
Eu, que respiro e não sou encantado, escrevo versos sem por quê
Talvez para solucionar velhas questões de pessoas novas
Mas se as respostas são variáveis (isso é quase uma verdade!)... por que querê-las?



Escrevo para não ser mudo tendo língua e fala
Pode ser que meu pesadelo seja a mudez
Todos versos são a prevenção dessa mudez futura
Que virá em morte ou vida evasiva. Virá!


Sou quem procura ouvidos
Mas minhas ideias são tolas e não atraem nem a mim
Atrai quase ninguém
Mas se atrai alguém
pode ser o motivo primordial de existir

Como poucos se dão à arte da escrita
Faço parte de uma minoria
Sou bicho exótico do cerrado, talvez

Por que alguém simularia a própria morte defronte ao motel?
Mais uma pergunta sem por quê
Estão ali, os dois
Nada encantado e aquele que respira

Eu, que parado sou peixe de olhos abertos na terra
Procuro-me em duas pessoas que não têm existência nem sabem de mim (será?)



Devo dizer:
apesar de prolixo, não estou bêbado

Não sei o porquê de escrever
nem a razão da existência imaginária de um motel e duas pessoas defronte
Ora encantada, ora não... ora vivo, ora morto
melhor seria me calar
porque se há poucos que me leem
não devo torturá-los com meu vazio

2 comentários:

  1. Bicho exótico do cerrado!Uma definição muito bem empregada,partindo do pressuposto de que os bichos exóticos,raros,São,na maioria das vezes os mais encantadores,belos,interessantes. Com vc nao poderia ser diferente,vc é uma das raras pessoas verdadeiramente interessantes que eu quase conheci.Tão interessante que chega a assustar.
    Quanto a sua arte,não a deixe.Melhor seria vc nao se calar nunca pois a sua arte e verdadeiramente bela,complexa,intensa e genuína.Vc nao nos tortura com o seu vazio-pelo menos nao a mim- pelo contrario,a melancolia que seus poemas me remetem me fazem perceber que nao estou tao sozinha neste mundo vazio e hostil,eu me identifico com os seus textos e isso me deixa ,por alguns segundos,mais forte (depois eu enfraqueço outra vez).
    Ah,e nós dois sabemos o quanto vc é encantado!

    (N apenas nós dois)

    ResponderExcluir
  2. me identifiquei demais com o segundo verso...
    mto lindo! prabens!

    ResponderExcluir