terça-feira, 3 de agosto de 2010

Pronto?

O poema não está pronto!
não está pronto o poema
definitivamente, não está pronto
(foi só paixão, sinapse ou inspiração)


Gemidos de frases perdidas ecoam - insuportavelmente!
a literatura é feita de escavações profundas
entre atritos, a poesia popular reaparece nas bocas dos muros:
-vírgula limita centímetros de poesia?
-rimas são capazes de destroçar algum eu?
-racionalismo não é inconsciência da alma?



Às vezes,
a poesia é insuportavelmente autoritária
grita de vários versos
tantos belos versos que o poeta se desarma
em seguida,
são apenas escravos ignorados - palavras certas como dentes brancos!

Confesso,
não posso ouvir todos em mim
não sou poeta estadual ou federal, mas decido versos
procuro maioria em mim
e, quando não me encontro
sou eu sem mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário