quinta-feira, 4 de novembro de 2010

quadro cinza

hoje é vontade de parar
deixar o carro
ir e deitar
deitar no quadrado humano


vontade de não ver as malas abertas do carro que partiu
apenas sentir meus óculos caindo

a cegueira agora é um sonho
e em minha lucidez não há uma gota de álcool
só dores do dia que não acabou
só morte da vida que começou

mas penso no iraque ou afeganistão
no Brasil de certezas, cegueiras

e durmo, durmo em pedras cravadas (minha cabeça quer tomar forma de pedra!)
sem bagagens, carro ou álcool

Nenhum comentário:

Postar um comentário