segunda-feira, 18 de abril de 2011

da merda à flor

é preciso sair da couraça
ir até o lixo imundo de si
transgredir: do guardanapo amassado à poesia
do medo ao grito ferino
da merda à flor...

é preciso abrir a porta
a dor de estômago ou de coração ou d'alma não são chaves
mas trazem mensagens

novamente:
é preciso sair do casulo
ser borboleta leva tempo, não dinheiro
é gosmento, não há lucro
nojento e sem recompensa

quero as mensagens
não aquelas psicografadas por almas de autoajuda e caridade
são do fundo do lixo, da lama, da cera
da remela, da merda, do caos
de si!

outra tentativa:
é preciso estar em si
romper a couraça
sair do casulo
olhar à merda e ver a flor

Um comentário:

  1. Lindo,intenso e marcante,como sempre,me encantou. Eu realmente concordo com vc,é preciso ter a coragem de se encarar,se expressar,se expor sem medo dos outros e especialmente de si mesmo.È um confronto doloroso e muitas vezes cruel esse que fazemos com nós mesmos,no entanto é indispensável para sermos mais fortes,belos,sensíveis,mais gente.

    ResponderExcluir