terça-feira, 31 de maio de 2011

Cachorro Maldito

Poema de Diego El Khouri sobre uma conversa-sarau que fizemos em Santo Antônio de Goiás. Confiram o blog: http://molholivre.blogspot.com/
Vale a pena conferir "molho livre" e "cama surta"

AO CACHORRO MALDITO
(Por Diego EL Khouri)

(Ao Marcos Alves Lopes)

Da merda que Marcos fala
a merda pura
e concentrada
é merda real e abstrata
essa merda que ele fala.

Merda com feijãozinho preto
cagando em noites de luar
e desejo.
Merda com pedacinhos de milho
mastigada pelo seu próprio filho.

Merda que fala Poesia
aquela que ele chama Vida.
Na chama que chamisca o dia
Merda pendurada
do lado de uma solitária pia.

Ó Merda que vos fala
ó Merda que ele fala
ó Merda que eu falo
semelhante ao meu falo.

Falo que não fala o que falo
que eu cago e cago na lata
cagar porçãozinhos de amor
do cu desabrochando a flor.

Merda assim merda assada
a Merda que o Marcos fala
é poesia abstrata
terreno profético dos dias
essa merda cantada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário