domingo, 4 de dezembro de 2011

jogo perverso


entre mim e ti
não há nada mais perpétuo/perverso que o amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário